Pular para o conteúdo
Convido você a fazer parte deste meu mundo. Receba atualizações de vídeos e conteúdos que vão fazer você ter coragem de ser você!

Você está disposto a pagar o preço de ser você?

Ter a coragem de ser você será desafiador e terá riscos! Mas será libertador.

Em uma rápida pesquisa no dicionário eu encontrei que a CORAGEM é (do latim coraticum, do francês cor-age) a capacidade (muitas vezes tida como virtude) de agir apesar do medo, do temor e da intimidação. Portanto, deve-se notar que, por definição, coragem não significa a ausência do medo, e sim a ação apesar deste.

Ser corajoso é ir com medo! Ser corajoso é ser forte perante os obstáculos! Ser corajoso é arriscar, é permitir-se! Ter coragem é mostrar bravura! Ter coragem é ser firme para atender seus valores. Ser corajoso é saber lidar com suas emoções.

De 0 a 10, como está a sua coragem de ser você? Quem é você? Como você está? Você tem clareza de qual é a razão da sua vida?

Ufa!!!!! Como é difícil ter uma resposta para essas perguntas, não é? Eu acredito que é parte do nosso propósito buscar, com carinho e paciência, chegar a uma resposta para essas perguntas. Repare que o tempo todo nós somos impulsionados a pensar e compreender essas questões que falam de nós mesmos.

Então, fique comigo, pois eu tenho certeza que este post irá fazer sentido para você:

Você está disposto a pagar o preço de ser você?

Quem eu sou?

O tempo tem me ensinado que preciso ouvir em silêncio para entender melhor a mim mesma. É como se eu me olhasse no espelho e me perguntasse: “Hoje eu sou quem eu gostaria de ser ou sou o que dizem para eu ser? ”

Pare de ler por um instante e faça a si mesmo a seguinte pergunta: “Você é o que gostaria de ser ou é o que dizem para você ser? ”

Desejo compartilhar a minha experiência, pois apenas posso afirmar, a partir de mim mesma, como foi o processo de compreender quem eu sou e, assim, ter a coragem de ser simplesmente eu.

Eu, como um ser humano, entendi que era preciso buscar por uma consciência. Não era mais possível negligenciar as minhas inquietações e fingir que elas não eram minha responsabilidade. Deixei de vitimizar e terceirizar. Resolvi assumir e dizer a verdade a mim mesma. Por mais incômodo que parecia ser, eu tinha que assumir a minha história e a minha realidade.

As minhas insatisfações vinham do sentimento de não me sentir feliz com nada. Quando compreendi a importância da consciência eu visualizei que estava buscando a felicidade no lugar completamente errado. Eu buscava no meu entorno, nas minhas relações! Eu estava completamente enganada, pois a felicidade está, na verdade, dentro de nós mesmos. A tal felicidade não está, de forma alguma, no futuro que eu desejava e nem mesmo nas minhas conquistas materiais, pessoais ou financeiras, ou no que diziam sobre quem eu sou. A felicidade é algo bem mais simples. Ela está dentro de mim, ou seja, é algo íntimo.

Nossa! Essa descoberta me trouxe um grande alivio!

Em seguida fui compreendendo que é preciso abrir mão do nosso egocentrismo e orgulho e assumir todas as nossas emoções. Para isso a consciência mais uma vez me ensinou que é preciso ter humildade e coragem para abrir mão de certas coisas que nada nos ajudam a evoluir. Precisamos acabar com nosso egoísmo!

A consciência então passou a ser a minha ferramenta maior de autoconhecimento.

Fui, então, reconhecendo uma fotografia real e consciente de quem eu sou. Fiz isso com carinho e acolhimento, sem julgamento ou crítica. De maneira consciente, eu posso dizer que honro saber que eu sou o resultado de toda a geração familiar que me antecede, da minha criação e o das experiências do ambiente em que cresci. Ter a consciência dessa minha história deixou mais claro que eu fiz e faço as minhas escolhas a partir dos meus valores, das minhas crenças e das minhas experiências. Ora tenho sucesso, ora tenho fracasso.  O aprendizado e os desafios foram enormes. O importante é a consciência de que venho tendo de mim mesma. Eu percebo que já arrisquei, já errei e acertei, mas o mágico é que eu fiz à minha maneira. 

Não copie, não imite. Inove! Faça sempre à sua maneira e acredite em você. Busque saber quem você é, e aonde deseja chegar. Ligue os pontos do seu passado para entender as escolhas que já fez. Seja grato pela sua vida e entenda qual é a sua missão. Eu fiz e venho fazendo à minha maneira. E você, como tem feito?

Tome posse de si! Experimente o amor próprio.

Qual a razão da minha vida?

Eu começo aqui desejando que a minha vulnerabilidade seja a sua força, pois eu confesso que também tenho medos. Sim, e eles são saudáveis na minha vida, pois eles me fazem prosseguir. Hoje reconheço que a minha excelência, o meu sucesso, a vida que desejo ter está literalmente conectado ao (s) meu (s) medo (s). Busco descortinar essa emoção do medo, me arriscando e me jogando sempre em direção ao que acredito ser o caminho para alcançar o que desejo. Sei de todas as consequências. Eu, na verdade, me permito isso, pois eu sei exatamente aonde desejo chegar.

E a razão da minha vida começou a fazer sentido quando compreendi as minhas emoções. Na verdade,eu tenho aprendido com o tempo e com isso é maravilhoso ser quem eu sou. E pode acreditar a coragem de ser quem eu sou é uma jornada bem desafiadora.

O desafio de sermos quem somos, vem da compreensão de que temos várias necessidades. E as nossas necessidades básicas, como seres humanos, são ser amado, aceito e incluído para que possamos sobreviver. Quantas vezes não conseguirmos atender a essas necessidades e com isso nos sentimos não amados, rejeitados, excluídos? Essas são situações que geram emoções diversas, como medo, ansiedade, desânimo etc.

Você compreende o quanto é importante a consciência de nós mesmos? Reconhecer e honrar a sua história, de onde veio e de como foi sempre tratado. Honre tudo o que descobrir sobre a sua história até aqui. Compreenda a importância do perdão e da necessidade de seguir daqui pra frente.

Hoje, apenas hoje, agora neste exato momento, eu desejo ser quem eu quero ser e não aquele que querem que eu seja. Porém, como ter a coragem de sermos quem somos?

Posso imaginar você neste exato momento!!!! Eu disse que seria desafiador…  Como ter a coragem de sermos quem somos? Para essa pergunta, que ainda pode não parecer tão clara para nós muitas vezes, sugiro que respire fundo e reflita, pois, a resposta é mais simples do que imagina. Todos nós precisamos da consciência de que a nossa vida tem uma razão, um propósito a ser realizado. Por mais que isso pareça filosófico, uma “viagem” da mente humana, nós estamos conectados uns aos outros por uma única razão, que nada mais é que a expansão da nossa consciência.

Você tem ideia de como a nossa consciência se expande? Pode acreditar! Ela se expande pelo AMOR!

A expansão da sua consciência é um processo de transformação. É preciso buscar saber sobre suas histórias, memórias e heranças. Qual é a sua história? A nossa história é o que não nos deixa cair e é dela que surge o que nos conduz, os nossos valores. Do desmembramento dos nossos valores surgem os nossos talentos e habilidades. Nós possuímos, como seres humanos, uma eterna capacidade de renovação, e quando você se torna canal de amor, por meio de seus talentos e habilidades, você é capaz de realizar o seu propósito de vida.

Então aprendi e desejo sempre compartilhar com você e com as pessoas com que me envolvo que o melhor ocorre sempre pelo AMOR. Desperte essa emoção em você, em todas as pessoas que conhecer, e em todos os lugares por onde passar.

Queira expandir a sua consciência! Tenha coragem, pois será uma jornada de desafios, incertezas e medos. Uma jornada que será o desdobramento do amor, que nos move, liberta e que dá sentido à nossa existência.

Eu não vejo outra forma de ter coragem de ser você se não for com o propósito do amor.

Ter consciência do seu propósito é ter a consciência do ser humano que serve.

A coragem de ser você está na sua capacidade de reconhecer o ser humano LIVRE que é. E ser LIVRE dá muito trabalho!!!

A grande pergunta que tenho para fazer a você é: Você realmente está disposto a saber quem você é de fato? Você realmente está disposto a pagar o preço de ter a consciência de si mesmo? Você está disposto a servir, por amor?

Saiba que ter a coragem de ser você será desafiador e terá riscos!

Ser você é como correr riscos e o desafio de ser chamado de louco. E ser louco será um passo para você evitar ter a sua vida guiada e definida por outras pessoas.

Diga a si mesmo, e depois a todos ao seu entorno, quem realmente está no controle da sua vida.

Não saber quem é não tem agradado nem a si mesmo, não é mesmo? Portanto, busque pela consciência e queira saber quem você é, para não ter uma vida vazia, sem sentido, falsa e comum.

Compartilho aqui a minha história

A coragem de ser eu mesma foi, e tem sido um processo e, confesso, continuo nesse processo.

Este processo é como ter a coragem de olhar-se no espelho. Olhar para mim mesma, sem crítica, culpa ou julgamento, mas um olhar acolhedor de apenas observação. Comece a perceber a si mesmo! Perceba você em situações mais simples e fáceis. Como você se expressa em situações que faz você sentir-se bem, feliz, confiante e reconhecido? Como você se expressa em situações contrárias?

Suas ações e emoções veem de que tipo de pensamentos? Registre isso!!! Observe atentamente a si mesmo.

Desafie-se a observar-se em situações pequenas. Depois você vai se desafiando a compreender-se em situações mais complexas.

A coragem de ser quem sou é, todos os dias, dizer a mim mesma: está tudo bem ser quem você é!

Fez sentido?

Quer saber mais como ter coragem de ser você? Baixei meu ebook clicando na imagem abaixo.

Coragem de ser você - Ethel Peternelli