Pular para o conteúdo

TRAIÇÃO – Como tentar evitar?

Eu não sei quanto a você, mas esse assunto de Traição para NÓS, MULHERES DE COMPROMISSO, que desejamos VIVER BEM um relacionamento, não pode ser deixado de lado. Afinal, pode ser que alguns de nós já tenha passado por isso, não é mesmo? Ou esteja percebendo sinais que está sendo traída.

Eu não desejo que você me diga que sempre foi uma esposa dedicada, fazia de tudo pelo relacionamento e achava que era recíproco, mas descobriu que ele a traiu, ou que você o traiu.

Evite que esta seja uma realidade no seu casamento, pois a traição, quando descoberta, é muito dolorosa para a parte traída e pode acreditar para a que traí também.

A traição que estou falando aqui é a de mão dupla, trair ou ser traída.

Neste texto, gostaria de relembrar a você que, quando casamos, o casal deveria fazer seus votos de compromisso e cumpri-los. O relacionamento futuro vai depender muito deste compromisso feito entre vocês.

Continue aqui comigo e, por favor, leia esse artigo até o final, pois eu tenho a mais absoluta certeza de que juntas vamos fazer seu casamento ter sempre movimento e entender o que é esse movimento. A ideia aqui é ajudá-la a não esperar pelos sinais de traição.

Fez sentido?

Então, vamos lá! Eu irei abordar sobre:

  • A importância do que foi prometido quanto à fidelidade
  • Viva o casamento que deseja ter e não a ilusão do que deveria ser
Traição

FIDELIDADE – A IMPORTÂNCIA DO QUE FOI PROMETIDO

Qual foi o compromisso feito no seu casamento, quanto à fidelidade? Escreva a sua resposta onde desejar, porém que seja junto com o seu marido.

Vocês conseguiram escrever? Ou não?

Seja lá qual foi a sua reposta, não se preocupe! Aqui você jamais terá julgamento ou críticas, mas sempre acolhimento.

Se vocês escreveram algo, PARABÉNS! Se não, eu fortemente indico que escrevam.

Você permite que eu diga aqui no que acredito?

Obrigada! Então vamos lá.

Alguns especialistas afirmam que a fidelidade continua sendo um aspecto relacionado à escolha, isto é, quem deseja ser fiel o é. E quem deseja não ser, vai continuar fazendo isso devido a sua vontade de satisfazer desejos.

Por isso insisto que você e seu parceiro tenham claro qual foi o compromisso que vocês fizeram juntos quanto a serem ou não fiéis. Sem enganação, mas com maturidade e compromisso. Daí vem o respeito mútuo, a partir do que foi prometido. Como diz o ditado popular, “O prometido é devido”.

A fidelidade é um valor que traz harmonia ao casamento. A infidelidade poder ser uma porta aberta para a entrada de muitos problemas, sendo dois deles a cobrança e a desconfiança.

Fidelidade x liberdade

Ao contrário do que geralmente se acha, a fidelidade traz a liberdade. O relacionamento fica leve, sem dúvidas e sem mentiras.

Use aquele compromisso feito com seu parceiro para viver uma vida sólida, e não troque isso por momentos breves, vagos e superficiais fora da vida conjugal. Sinceridade e diálogos frequentes e diretos, para dizer o que se espera do relacionamento, além de dividir medos ou preocupações é sinal de cumplicidade. Invista nisso! Lembre-se que para tudo que se faz existe um preço!

A fidelidade tem um valor importantíssimo, que você e seu marido firmaram juntos e, se não o fizeram, que o façam agora! Por muitas vezes, vocês terão que fazer renúncias a prazeres que a vida lhes oferece, para não se magoarem mutuamente e para manter o compromisso que fizeram aos seus respectivos parceiros. Afinal, vocês se amam!

Isto é questão de escolha! Pense bem. O que realmente você quer do seu casamento? Por qual razão ferir um ao outro? Vale mesmo a pena trair para satisfazer uma necessidade momentânea e pessoal?

Todas as pessoas são vulneráveis a tentações. Afinal, você e ele são humanos. Quando a tentação aparecer, que tal lembrar dos votos que fizeram juntos? Ou relembrar porque se sentiu atraído (a) pelo seu parceiro(a) no início do relacionamento? E se essas respostas forem difíceis, busque por ajuda, caso queira ter um casamento de compromisso e também queira VIVER BEM com quem você escolheu estar casada.

Fez sentido?

VIVA O CASAMENTO QUE DESEJA TER E NÃO A ILUSÃO DO QUE DEVERIA SER

Eu não sei quanto a você, mas eu sou causa e não consequência. Eu realmente vivo o casamento que escolhi ter e vivo intensamente os votos que fizemos juntos. Nesse caso, se for para trair, melhor separar. Eu sendo causa não estou aqui para esperar por sinais da traição para buscar ajuda, ou lamentar a minha relação. Eu quero mais é viver o casamento que desejo ter e não uma ilusão do que deveria ser.

Se já houve alguma falha, quanto a ter traído ou trair, não há aqui julgamento e nem crítica. Aprenda com o que foi vivido, perdoe-se e viva daqui para frente.

Penso comigo que quem trai pensa em si mesmo, pois se pensasse no ser humano que está ao seu lado, não trairia.

Você já leu o livro “Adultério”, escrito por Paulo Coelho? A personagem do livro, aos olhos da sociedade onde ela vivia, tinha uma vida mega perfeita: um casamento sólido e estável, um marido amoroso, filhos tranquilos e bem-comportados e um emprego como jornalista do qual não podia se queixar. Porém, ela se questionava sobre a rotina e a previsibilidade de sua vida naquele momento. E ela passou a sentir-se sufocada em ter que fingir estar feliz, quando, na verdade, o que sentia da vida era uma enorme apatia. E essa falta de “cor” começou a mudar quando ela reencontra um ex-namorado e acaba despertando a paixão que há muito tempo ela não sentia. E o que aconteceu? Ela traiu.

Você se identifica com essa situação na sua vida de casada? Uma apatia na relação. Nada de novo, mas o de sempre e previsível?

Então entenda que você é merecedora do que te acontece. Não é sobre culpa, mas merecimento. É doloroso saber disso, mas é verdade! Então seja a causa da sua vida e não a consequência dela. Ser causa é muito libertador, é ser o definidor do que irá acontecer. Pense comigo, se você é causa do que de ruim te acontece, então você pode também ser a causa do que de bom te acontece. Não é verdade?

Posicione-se quanto ao compromisso conjugal!

Preste atenção: Se neste exato momento da sua vida de casada, você se identificou com o que eu escrevi, minha amiga acorde e não espere pelos sinais da traição! Assuma o controle da sua vida e da sua relação com ele. Se há algo de errado com sua vida sexual ou emocional, você e ele devem dar um minuto do tempo de vocês para conversarem a respeito.

Tenha verdadeiramente o casamento que sempre quis ter. Está em suas mãos ter o que deseja e merece. Fala a verdade, do que vai valer viver de aparências? Verdadeiramente, você merece isso? Acredito que não.

Pode acreditar que se estão juntos há motivos para isso. Então, mantenha acessa essa conexão. Ao menor sinal de apatia, fale! Jamais, jamais deixe para depois! O depois pode ser tarde demais!

Sinceramente, você e ele, ao selarem um compromisso, não pediram muito quando se comprometeram a serem fieis. Busque honrar isso e busque isso dele também.

Conforme prometi, segue a minha REFLEXÃO: O mal deve ser cortado pela raiz. Veja a traição como uma escada, em cujo o topo está o ato sexual em si. Perceba que antes de chegar ao topo, existem vários degraus, de crescente gravidade. Os primeiros degraus começam com uma simples retribuição de olhar, uma troca de sorrisos, uma ocultação do casamento, etc.

O adultério começa com atos simples, muitas vezes restritos a simples pensamentos. Evite o desvio de pensamento! Cada degrau subido nessa escada, torna mais difícil o retorno à base sólida do casamento. Portanto, mantenha-se vigilante nos seus pensamentos e atos para manter o seu relacionamento em segurança.

E para fechar esse artigo, elaborei uma ferramenta de coaching para reforçar a cumplicidade e a alegria no seu casamento. Você vai precisar de caneta e papel:

  • Faça uma lista de 10 coisas divertidas que você dois gostam de fazer juntos ou que gostariam de fazer juntos;
  • Com essas 10 coisas divertidas crie 10 CUPONS
  • Agora mais do que nunca utilize a sua criatividade para usar da maneira que deseja esses cupons. Posso dizer uma coisa? Já estou curiosa para saber como resolve usar os cupons, por favor, depois me conte.

O objetivo aqui é que seu casamento não entre em uma rotina de apatia como a da personagem do livro ADULTÉRIO, citado acima.

Esse exercício ajudará a recuperar a energia com o seu parceiro, pois algumas vezes a rotina apática pode surgir e querer se instalar na vida conjugal.

É muito importante, eu diria imprescindível, que vocês dois façam juntos a lista das 10 coisas que vocês gostam, ou que gostariam de fazer juntos. Uma vez que os cupons estejam prontos, use pelo menos um por mês a maneira que desejar.

Essa REFLEXÃO parece tão simples, não é mesmo? Mas ela é! Porém, eu garanto que tem efeito muito rápido e positivo sobre o casal. Vocês irão, com toda certeza, retomar o prazer de fazer as coisas juntos e deixar para trás a rotina apática que possa estar sendo criado entre vocês. E por que não tentar?