Pular para o conteúdo

Tolerância, eu sou diferente de você!

Eu acredito na comunicação “não” violenta. Na comunicação aberta, onde eu dou um minuto do meu tempo para ouvir e compreender o meu e o seu “achismo”.

Quando comunicamos, compreendemos, perdoamos, reconhecemos e percebemos que é muito lindo sermos diferentes.

Não lute por nada! Deseje construir o tempo todo….

Este post é para você que deseja buscar pela tolerância.

Não pensamos do mesmo jeito, pois temos experiências diferentes. Você não precisa me convencer de nada e eu também não vou querer convencer você de nada!

Eu escolho ouvir você e desejo que você também me ouça para que possamos nos entender:

Tolerância

O que é a tolerância?

“A melhor prova de tolerância é o respeito às diferenças. ”

Tolerância é um termo que vem do latim tolerare que significa “suportar” ou “aceitar”. A tolerância é o ato de agir com condescendência e aceitação perante algo que não se quer ou que não se pode impedir.

A tolerância é uma atitude fundamental para quem vive em sociedade, seja ela qual for. Uma pessoa tolerante normalmente aceita opiniões ou comportamentos diferentes daqueles que acredita.

Na prática do dia a dia é bem isso, aceitar e suportar o que o outro pensa diferente de você.

Puta desafio, não é?

Tolerância tem a ver com respeitar as diferenças, sejam elas físicas, comportamentais, ideológicas ou de qualquer outra natureza. Sendo assim ela é uma competência importantíssima, independentemente do meio em que se vive, uma vez que convivemos socialmente.

Tipos de tolerância

Seja na sua vida pessoal ou profissional, você lida com pessoas o tempo todo e, por isso, a tolerância é tão importante.

Você consegue compreender no seu meio social, pessoal e profissional os tipos de tolerância?

Conhecê-los pode ajudar a respeitar ainda mais as opiniões alheias.

São alguns deles:

Tolerância social

Tem relação direta com o respeito de uma pessoa ou de um grupo em relação a uma cultura diferente da sua ou valores e normas que não são contemplados pela sua cartilha moral.

Tolerância política

Significa respeitar as opções políticas de cada um.

Tolerância religiosa

Significa ter uma atitude respeitosa com as crenças diferentes das suas.

Tolerância pela escolha alimentar, sexualidade, sexismo, racial etc…

Como ter tolerância?

“As diferenças e a diversidade devem ser celebradas e não combatidas. ”

Eu sempre desejo oferecer aqui os meus próprios exemplos, pois eles são o que tenho de real para você.

Eu confesso que a minha tolerância é um exercício diário e tenho aprendido a praticá-la quando desenvolvo a habilidade da inteligência emocional.

O autoconhecimento, além de ajudar na consciência de quem sou, tem contribuído no melhor controle das minhas emoções e sentimentos. Hoje compreendo a origem das minhas emoções, identifico quais pensamentos dão origem a determinado sentimento.

A essa habilidade de saber de onde vem o que sinto e o que fazer com isso chamo de inteligência emocional!

É importante saber o que fazer com o que sente, pois, as emoções surgem sem que possamos controla-las. Entretanto, devemos saber o que fazer com elas.

Fez sentido?

Se você é o tipo de pessoa com essa competência, a tolerância, muito provavelmente você tem facilidade para respeitar as diferenças e lidar com os conflitos que surgem no seu dia a dia. Certo?

Porém, se você ainda não é esse tipo de pessoa, não tem problema. Apenas continue lendo esse post.

Procure pelo método que irá ajudar você a aprimorar a gestão das suas próprias emoções.

Faça e pratique o autoconhecimento, saiba quem é você, honre a sua história, reconheça os seus valores, descubra seus talentos. Pratique a resiliência e saiba o que você tem doado. Onde exatamente você deseja chegar sendo quem é?

Afinal, nós humanos somos repletos de sentimentos positivos e negativos, e se você é capaz de perceber melhor seus pontos fortes e atenuar suas fraquezas, você saberá lidar melhor com as diferenças.

Ser tolerante exige ser uma pessoa de mente aberta, despida de preconceitos e que tenha controle de suas críticas e julgamentos.

Como ser mais tolerante tem também de buscar por novos conhecimentos, novas experiências, uma vez que, assim, você consegue entender outras realidades e não fica preso apenas a ideias que defende ou nas quais acredita.

Use e abuse da empatia, que é aquela habilidade de se colocar no lugar do outro, também é uma maneira de conseguir ser mais respeitoso com as pessoas e consequentemente ser mais tolerante.

Seja observador de si mesmo e compreenda que ser tolerante também exige analisar cada atitude própria, pesar cada posicionamento para não ser inflexível com alguém.

Pois bem, ter tolerância representa a capacidade de lidar com as diferenças nas mais diversas áreas. E as diferenças são sensacionais! É o que faz esse mundo melhor!

E eu digo que, na prática, nem sempre é uma tarefa fácil ser tolerante. Afinal, a necessidade de estarmos certos às vezes fala mais alto, não é verdade?

A tolerância é uma competência, como qualquer outra, que pode ser desenvolvida e aprimorada. É preciso compreender o que seja, como exercer, praticar e repetir.

E você? Você se considera uma pessoa tolerante? Tem facilidade em aceitar opiniões diferentes da sua com respeito e mente aberta?

Comente e compartilhe se o que escrevi aqui fez sentido para você.