Pular para o conteúdo

Consciência: como tê-la quando não se tem clareza profissional?

Seguem três dicas para ter consciência diante do desafio das escolhas do que fazer profissionalmente:

O primeiro de tudo, ANTES DE FAZER O QUE AMA É PRECISO TER CLAREZA DO QUE QUER. Faz sentido, não é?

Depois da clareza, posso dizer a mim mesmo que vou dedicar-me ao o que amo ou que eu serei persistente, resiliente, perseverante e me esforçarei além do meu limite.

Porém, a consciência que eu desejo trazer neste 4º vídeo da série “Por que uns sabem e outros não sobre a escolha profissional?”, está além da clareza do que realmente deseja ter.

Gostaria de destacar para você as três dicas para se ter consciência.

1. A importância de ser consciente do ser humano incrível! Entender que somos seres em transformação e que essa transformação vem de experiências na busca pela sobrevivência, da necessidade de sermos amados, de fazer parte e de sermos aceitos.

2. Você compreender a sua dualidade entre o bem e o mal, o amor e a indiferença, calma e a inquietação etc. A grande questão é que ao saber dessa dualidade que você é, o que você irá escolher ser e ter? O que você irá fazer com o amor e a indiferença que existem em você?

3. O que vivemos diariamente que é o grande desafio: a ESCOLHA. Escolher é um processo doloroso, pois algo irá ficar. Jamais será possível ficar com tudo e no momento da escolha, não se tem certeza de nada.

Busque o equilíbrio emocional do que você ganha e qual o preço a pagar pela escolha a ser feita. Hoje, olhando o passado, vejo o preço e o ganho das minhas escolhas feitas e que sem dúvida algumas contribuíram para o meu amadurecimento.

Eu me torno uma pessoa consciente quando reconheço e honro a minha história. Eu me torno consciente quando perdoo a mim mesma e todos os que fazem parte desta minha jornada. Eu me torno consciente quando me deixo experimentar, errar ou acertar para aprender e entender que o milagre é daqui para frente, tendo eu como personagem principal da minha história de vida.

Convido-lhe a ter medo das suas escolhas, porém entenda a importância dela e siga corajosamente e com medo. Todos os dias você terá novas escolhas!

Neste vídeo, convido-lhe à consciência do HOJE. O que você tem de real é o que você é e tem neste exato momento, e claro com todo o potencial para melhorar. Não é comodismo ou aceitação!

Quando eu lhe digo que nunca tive clareza do que eu queria ser profissionalmente e que fui dependente das vozes externas a minha vida, vejo hoje que tinha a ver com o meu amadurecimento. Hoje, vejo que tudo que aconteceu até agora, tinha que ser assim. Foram muitas experiências que efetivamente contribuíram para eu ser o que sou hoje, consciente do caminho que foi para eu amadurecer.

Então, preste bem atenção! Seja observador de si mesmo. Equilibre as vozes internas com a externas e veja com maturidade que seus pais ou quem te criou desejaram apenas que você fosse feliz e diante de suas dúvidas eles tomaram a iniciativa de ajudar na sua escolha. Enquanto você não tinha clareza do que queria, eles deram “palpites” baseados nas verdades deles e está tudo bem. Perdoe! Você não sabia e eles não queriam você estagnado. Foi apenas isso!

Tive que atender aos conselhos dos meus pais, pois dizer que iria viver da minha arte sem assumir a responsabilidade da minha vida era uma ilusão. Não era vida real. É preciso aceitar a vida como ela é e buscar ter atitude.

É preciso manter-se em movimento, por isso não parei. Foram anos de busca pela minha realização profissional, que com certeza contribuirão para o meu amadurecimento e consequentemente para a clareza que tenho hoje sobre a minha escolha profissional.

Falo neste vídeo sobre a consciência:

• Ligar os pontos do passado para atualizar-se;

• Perdoar a si mesmo e o seu passado para libertar-se de suas crenças;

• Conscientizar-se que tinha que ser assim para o seu amadurecimento;

• O milagre é daqui pra frente.

Se você sabe com clareza o que quer, então poderá fazer e realizar aquilo que ama e com certeza, as suas experiências o tornou um ser maduro, mesmo que esse amadurecimento tenha sido precoce.

Se você não sabe ainda o que fazer, apenas observe, mantenha-se em movimento e fique bem atento aos sinais. Busque a humildade! Ouça e experimente! Pesquise! Erre, corrija e arrisque, mas não pare. Busque as oportunidades que surgem. Avalie o que falam os que realmente amam e se importam com você. Será nestas portas que se abrem e que às vezes parece não ser o que realmente desejamos, mas que será o caminho de você encontrar o que quer. Não existe uma fórmula.

Cada um de nós termos a nossa própria história. O importante é não parar. Não lamente! Respeite e ouça a experiência. A crença de quem nos criou tem sim um significado para nos guiar.

As verdades de quem nos criaram faz parte de nós, da nossa história, apenas não precisamos viver ou reviver a vida deles e sim a nossa.

Esse foi o meu convite de hoje! Espero que tenha feito sentido para você.

Aproveitando, eu gostaria de lembrá-lo que ainda estão disponíveis os vídeos 1, 2 e 3 dessa série. Confira-os antes de acessar esse quarto para que faça sentido essa jornada da série “Por que uns sabem e outros não sobre a sua escolha profissional?”

Convido-lhe também a se inscrever para a aula gratuita que irei oferecer após essa série. Nessa aula você irá ter acesso a ferramentas de Coaching de Carreira e também a bônus incríveis para o seu autoconhecimento.

O acesso aos vídeos será restrito, pois logo irão sair do ar. Aproveite!

Clique aqui e se inscreva para a aula gratuita

Tenha um dia de luz!

Ethel Peternelli