Pular para o conteúdo

Aconteceu? E agora? Faça acontecer diferente.

Cinco sacadas que eu pratico para encarar a vida como ela é.

Existe uma parte de nós que simplesmente não quer acordar para a realidade. Não é verdade? Isso já aconteceu contigo? Comigo, muitas vezes. E o que eu aprendi a fazer de diferente é o que desejo compartilhar aqui neste texto e vídeo.

Todos nós já passamos por isso, principalmente quando isso vai exigir nossa atitude. Mas o que acontece quando esse comportamento se torna um hábito que lhe impede de sair de um ciclo vicioso de apatia? Não encaramos a vida como ela é, vitimizamos, perdemos a consciência, paramos e não inovamos.

Aconteceu? E agora? Faça acontecer diferente.

No vídeo de hoje vou falar sobre:

  • RECONHEÇER OS FATOS;

  • EVITAR VITIMIZAR-SE;

  • CONSCIENTIZAR-SE;

  • MOVIMENTAR-SE;

  • REINVENTAR-SE;

Reconheça os fatos

Assuma que você não gosta de fazer algo. Assuma que está difícil a convivência. Assuma que o relacionamento é tóxico. Assuma que o relacionamento acabou. Assuma que o que aconteceu tinha que ser assim. Foi! Deu! Acabou!

Reconhecer é colocar o ponto final e começar outra frase. É passar a página. E escrever um novo capítulo. E como é bom ter esse reconhecimento, ele nos ajuda a ter um posição, encarar a realidade e preparar-se para o que tem por vir.

Adoro o que diz a música: “Começar de novo e contar comigo, vai valer a pena…”

Evite vitimizar-se

Fazer “mimimi” é a escolha mais dolorosa e que vai gerar um gasto emocional desnecessário para você. É tipo assim: “o holofote apagou” ou “a cortina já fechou”.

Se doer, chore! Viva a sua dor! Viva o seu luto! Porém, sem vitimização. Pensar que o mundo está contra você. Que você é azarado. Que com você é sempre assim. Que você é perseguido. É vitimizar-se!

Enfim, justificar-se sem se olhar é dar aos outros a responsabilidade da sua vida. Fazer-se de vítima, comportar-se sempre como a vítima, ser aquela pessoa que sofre de uma situação ou da ação de alguém, definitivamente, não irá resolver o que aconteceu.

Consciência

A consciência do que aconteceu é simplesmente um alívio. Tudo que aconteceu já vinha lhe dando vários sinais. Foi você que não quis ver, nem ouvir ou sentir. O que você fez com os sinais recebidos? O que era um sinal importante pode ter se transformado em um sinal urgente. Pois é, aconteceu! E agora? O que fazer? Simplesmente tenha a consciência de levantar-se e fazer o que tem que ser feito. Atitude! Ir de encontro a sua maturidade, evolução de ser quem é, assumir, reconhecer e tomar frente das decisões da sua própria vida. Fácil? Nem sempre é, eu diria até que é desafiador. Porém, se fosse fácil, todos fariam.

Tenha a consciência de seus limites, do que você é capaz de assumir. Lembre-se: você é um ser humano e não um super-herói.

Diga sim e também diga não! Tenha a coragem junto do medo de ser apenas quem você é. Você é incrível e muito maior do que imagina!

Movimente-se

Evite parar! Evite culpar-se! Evite desculpas!

Vá, siga e evite ficar aí parado! Movimente-se! Busque ajuda se necessário for, inove e faça diferente do que vem fazendo. Observe-se e veja se você está em um ciclo vicioso.

Convido-lhe a observar a natureza! Veja como faz a Terra. Para manter a vida sobre ela, a Terra gira entorno do sol e dela mesma.

Se você parar, corre o risco de deprimir-se, ficar ansioso e o pior, perder a consciência do que faz sentido a sua vida.

Movimentar-se é uma das maneiras de sairmos do que está ruim, de evitar aqueles pensamentos que nos sabotam.

É buscar novas possibilidades. É entender o ser humano em transformação que você é. É compreender que nada é fixo ou permanente. Tanto eu quanto você vivemos de momentos.

Keep moving!

Reinvente-se

Aconteceu! É fato! E agora? Faça acontecer…

Evite comparar-se com outra pessoa. Se você for fazer qualquer comparação que seja de você para você e sempre com a sua melhor versão. Não é justo comparar-se com uma outra pessoa, pois nós somos únicos e viemos de histórias distintas.

Se você está passando por uma demissão, separação, morte ou por qualquer outra fase difícil da sua vida. Eu desejo que você sinta a vontade de recomeçar, de sair dessa e de ter uma nova vida.

Toda dor traz um aprendizado e faz parte do nosso crescimento para a transformação que passamos nesta vida.

Convido-lhe a ter um olhar para o aprendizado que vem desse sofrimento para você se reinventar.

Programe-se para se lançar mais forte, renovado, uma versão mais cheia de si.

Comprometa-se em escrever a sua própria história. Uma história pela qual você irá se orgulhar de contar.

Foque nas várias possibilidades e oportunidades que tem pela frente, pois se você acordou hoje, é porque não acabou.

Perdoe-se e liberte-se! Resgate a sua identidade! Reinvente-se e me chame para a sua estreia.

Aconteceu? E agora? Faça acontecer diferente.

Gostou do que leu? Você conhece alguém que talvez precise ler esse texto?

Compartilhe a sua história, deixe o seu comentário. Eu irei ficar muito feliz em lhe responder.